Tuesday, October 28, 2008

Já não me importa

Diz-me abertamente, esperas algo de mim? Pensarás que estarei ainda destinado a grandes feitos? Ou para ti sou apenas mais um número, contabilizado nesse enorme balanço a que chamas humanidade?

Dói-me a alma, Sonho, por tanto querer e pouco conseguir. Dói-me o corpo, Vida, por tanto lutar e nada conquistar. Sinto-me um joguete nas mãos de quem não conheço, refém dos caprichos de quem reneguei. É esse o meu castigo, ficar eternamente na dúvida sobre o que poderia ter sido? Pobre de ti, que julgas assim punir-me. E pobre de mim, por já não me importar com tal destino.

3 comments:

Gata Verde said...

Voa...tens o meu apoio!

Safira said...

Amen!

gotadevidro said...

Na vida atravessamos momentos assim...

Negação do eu?
Insegurança do que somos?

Eu sim...

jito meu